Deixar o filho adolescente passar um final de semana inteiro num local desconhecido, realizando uma atividade diferente, não é fácil para os pais. Para levar um pouco mais de tranquilidade às famílias e tirar todas as dúvidas sobre o projeto e a construção de moradias emergenciais, representantes da ONG TETO Brasil participaram de uma reunião no Anglo.
Segurança
A maior preocupação dos pais é quanto à segurança dos jovens. Para evitar possíveis problemas, a TETO, antes de levar os voluntários para a comunidade, estabelece uma relação de parceria e confiança com as lideranças locais. Nos dias que antecedem a construção, a ONG entra em contato com as forças policiais responsáveis pela segurança na região, alertando e informando todos os detalhes sobre o evento.
Os voluntários também seguem um protocolo de segurança, determinado pela ONG. Os alunos não podem circular pela comunidade sozinhos porque, afinal, a maioria deles não conhece a vizinhança. O trajeto entre a escola e a construção foi pré-definido e deve ser obedecido.
Além disso, uma equipe de voluntários percorre a construção lembrando a todos de usar equipamentos de proteção, como luvas e capacetes, o uso do protetor solar ou capa de chuva e deixando água para beber. Caso alguém precise de cuidados médicos, as UPAs e hospitais da região já foram previamente mapeados e o deslocamento será feito de forma rápida.
Parceria
Em novembro, 20 alunos do 2º EM, divididos em dois grupos, irão construir duas moradias emergenciais. Os jovens serão acompanhados pela coordenadora do Projeto Social, professora Cristina Abrunhosa, e pelo professor Jailon Gama. O trabalho é fruto da parceria do nosso Projeto Social com a TETO.
Os alunos sairão na sexta à noite, de ônibus, junto com outros voluntários, em direção à comunidade onde as casas serão construídas. Lá, eles passarão o final de semana alojados num colégio público local. Serão dois dias de bastante trabalho e muita reflexão. Além de ajudar na construção junto com os moradores, os alunos vão participar de rodas de conversa nas quais irão discutir a realidade da região e problemas sociais.
Ainda não foram definidas para quais comunidades nossos alunos irão. A previsão da TETO Brasil é que os destinos sejam informados no final de setembro.
Anúncios