Ajudar o próximo é uma atitude que só traz benefícios tanto para quem recebe apoio quanto para aqueles que escolhem dedicar parte de seu tempo para fazer o bem. E foi com essa vontade de colaborar que alunos da turma do 2º ano V do Ensino Médio decidiram dar continuidade a suas participações no Projeto Social do Anglo. Na segunda, 26 de outubro, eles visitaram a Casa de Ajuda Social à Criança, no bairro do Itaigara, para levar alegria aos pequenos moradores.
O Projeto Social do Anglo mobiliza alunos do Ensino Fundamental II promovendo ações em diversas instituições de Salvador. Mas, alguns alunos do 2º ano decidiram realizar a visita porque sentiram falta dessas atividades. “Nós não fazíamos por obrigação e, sim, porque gostávamos. Logo, resolvemos fazer projetos sociais por conta própria com a ajuda de Cristina [Abrunhosa]. Esse já é o segundo ano que fazemos isso e estamos adorando cada lugar novo que encontramos”, disse a aluna Maira de Deus.
Acompanhados pela professora Cristina Abrunhosa, coordenadora do Projeto Social, os alunos levaram presentes, lanches e jogos para garantir a diversão das crianças da Casa de Ajuda, que têm entre cinco e dez anos. “Nós brincamos com eles, jogamos futebol, jogos de memória e outros joguinhos educativos que levamos”, contou Maira. O grupo também conheceu as instalações da instituição, a rotina das crianças e tiveram um papo sério sobre desenhos animados. “Nos sentimos velhos porque os desenhos que eles veem não são os mesmos que nós conhecemos. Falávamos o que víamos quando éramos crianças e eles olhavam para a gente com uma cara de ‘Hã?! Tia, tá falando grego?’”, divertiu-se Maira.
A turma sabe que a realidade das instituições é muito parecida. Crianças, jovens, idosos e até mesmo os animais abandonados que contam com o apoio de casas de acolhimento precisam de muito mais que doações de roupas e alimentos. Todos necessitam de carinho e atenção. “Ajudar é sempre bom. E, para a gente que nunca passou por nenhuma dificuldade, conseguir arrancar um sorriso de uma criança com apenas um brinquedo novo, um beijo no rosto e uma pelada de futebol é super prazeroso. Posso te dizer que a ânsia de ajudar o próximo e querer sair desse nosso mundo e ver novos ares foi o que nos motivou”, revelou Maira.
E a experiência foi ótima para todos os lados. As crianças adoraram os visitantes. “Eles não queriam que a gente fosse embora”, contaram Cristina e Maira. Já os alunos, saíram realizados por proporcionar momentos tão especiais e, em troca, ver a satisfação no rosto das crianças.
Parabéns, pessoal! Estamos orgulhosos da iniciativa de vocês!
Anúncios